[ jp / vlm ] [ th / k ] [ p ] [ mod ] [ irc ]

/jp/ - Japão e Cultura Otaku

2d > 3d
E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
:
Inserir
Senha (Para excluir arquivos)

Verifique o catálogo antes de criar uma thread nova.

File: 1485710473469.jpg (185.3 KB, 1012x750, 1421198865279.jpg)

 No.9906

Anões, eu estava refletindo sobre como os animes, mangás e jogos japoneses não são considerados como entretenimento do mesmo nível artístico e cultural que a literatura, cinema e música.

A maioria das pessoas consideram a literatura, cinema e música como artes e hobbies cultos, ninguém é julgado ou olhado torto por gostar dessas coisas. Porém, se você gosta dos hobbies relacionados à cultura japonesa, as pessoas consideram como um hobby inferior e irão te julgar, por uma concepção arbitraria da sociedade.

O que vocês pensam sobre este assunto? Nós realmente fomos amaldiçoados a termos que esconder os nossos gostos para sempre, sem revelarmos quem somos de verdade?

 No.9907

File: 1485712394888.jpg (103.03 KB, 1280x720, 714e9688386a5eddbac0180df0….jpg)

Apenas goste do que você quer gostar e foda-se o que os outros pensam ou julgam. Se a pessoa pensa assim, você está melhor não sendo amigo dela.

 No.9908

File: 1485712842591.png (111.01 KB, 416x389, 1370374259077.png)

>>9907
Ouça este homem.

 No.9909

File: 1485713103588.jpg (97.76 KB, 640x800, 1480224791214.jpg)

>>9907
Terei que concordar com este anão, OP.

Não ligue com o que as pessoas dizem. Assista desenho chinês e viva na excelência. Se quiser compartilhar o quanto você gostou de um desenho com alguém, venha para internet.
Pessoas que te julgam pelo que você assiste não merece ser o seu amiguinho.

 No.9910

File: 1485713461194.png (883.65 KB, 1304x782, 48952760_p0.png)

Isso depende do grupo de pessoas com a qual você quer relacionar. Se as pessoas vão falar "Aiin virjão, gosta de anime kkkk xd", aí você que está que está buscando se relacionar com o câncer. Ninguém na verdade liga para que os outros gostam.

>Nós realmente fomos amaldiçoados a termos que esconder os nossos gostos para sempre, sem revelarmos quem somos de verdade?


Eu não "escondo", se alguém pergunta eu falo que curto anime/manga, mas não vou discutir sobre o que gosto se ela não entende ou se for um normalfag. Muito menos vou falar que sou lolicon e que gosto de garotinhas em público, isso não iria dar certo. Também não vou sair igual um retardado usando "gorros de porings" ou dakimakuras na rua, aí é pedir pra ser zuado.

No mais siga o que o >>9907 disse e continue fazendo o que gosta e venha discutir na internet.

 No.9911

>amaldiçoados a termos que esconder os nossos gostos para sempre
>tendo vergonha de quem é
>escondendo aquilo que gosta
Finalmente insegurança.
Dê um jeito nessa sua autoestima, meu caro.

 No.9913

>>9907
O problema é que essa visão pessimista sobre esses assuntos acaba interferindo bastante no desenvolvimento de mídia.
É visível que grande pate do conteúdo do entretenimento de origem japonesa não tem foco em exportação, mas mesmo assim, se uma aceitação maior fosse possível, acredito que seria muito mais comum termos obras traduzidas e produtos disponíveis aqui no ocidente.

 No.9914

>>9913

>O problema é que essa visão pessimista sobre esses assuntos acaba interferindo bastante no desenvolvimento de mídia.


Não, não interfere, o que interfere são SJW que querem dar pitaco em com o os japoneses devem produzir as coisas.

>É visível que grande pate do conteúdo do entretenimento de origem japonesa não tem foco em exportação, mas mesmo assim, se uma aceitação maior fosse possível, acredito que seria muito mais comum termos obras traduzidas e produtos disponíveis aqui no ocidente.



Eu gosto da forma como está, se começarem a querer produzir coisas para agradar os "gaijins" a qualidade vai cair muito. E o fato deles exportarem depende muito se temos mercado aqui, o mercado no ocidente vem crescendo bastante e já trazem muita coisa pra cá, com o tempo tendo só a aumentar.

 No.9915

File: 1485715796097.jpg (121.77 KB, 1280x720, Akarin 2.jpg)

>>9914
>se começarem a querer produzir coisas para agradar os "gaijins" a qualidade vai cair muito
DIS!

Vai ter gente reclamando de não ter nenhum personagem negro no anime.

 No.9916

File: 1485716716944.png (863.65 KB, 850x900, 1485077217299.png)

OP, isso acontece com muitas coisas, não é só com animes. Por exemplo, hoje em dia muitas pessoas não consideram "50 tons de cinza" como um livro de literatura culta, tampouco um clássico, mas o livro vende que nem água em vários países. Muitos dizem que o funk brasileiro nem deveria ser chamado de música e desprezam de várias formas, mas continua tendo um grande público. Em ambos os casos não são coisas que as pessoas estufam o peito para dizer que gostam em uma aula da universidade nem em um ambiente formal de trabalho, mas muitas pessoas gostam. Com animes e jogos não é muito diferente.

Usando os mesmos exemplos, tem muitas pessoas que estudam esses "fenômenos" e tentam passar o status de arte e cultura para essas coisas. Novamente, o mesmo com animes e jogos. Não precisa virar um militante da causa "hurr durr, anime é cultura", mas quando possível é bom citar em paralelo com outras coisas. Quando falam de enormes quantias de dinheiro que o cinema movimenta cito que a indústria de jogos também o faz, ou quando comentam como determinado livro aborda uma situação que é análoga a nossa sociedade eu digo que tem um anime que também faz o mesmo. Normalmente isso é bem aceito, e até algumas pessoas depois pedem indicações.

Tudo depende da forma que você apresenta seu hobbie. Se chegar em um lugar e falar como ficou molhada (se for mulher) lendo 50 tons de cinza vão te olhar torto, da mesma forma que falar que sua waifu da temporada é a fulaninha 2D trap de cabelo colorido, ou que você curte ouvir "Baile de Favela" a todo volume no som do seu carro rebaixado. Agora se escolher melhor as palavras e dosar o que fala, ressaltando os pontos que te chamam a atenção de seu hobbie, até um normalfag pode se interessar por qualquer uma dessas coisas.


>>9907
Esse não já disse tudo quanto a forma que você deve encarar seu hobbie.

 No.9917

>>9916
>esse anão
Fixando.

 No.9925

>Anões, eu estava refletindo sobre como os animes, mangás e jogos japoneses não são considerados como entretenimento do mesmo nível artístico e cultural que a literatura, cinema e música.
Desculpe te informar, mas alguns deles são considerados artes. Normamente sendo a trindade de Evangelion, Akira e GiTS. Você pode até dizer que muitos bons exemplos da cultura japonesa são ignorados, porém isso também se aplica as artes consagradas.
Um dos problemas é que ninguém que faz críticas pagas com objetivo de simplesmente avaliar uma obra de arte e sim de ganhar dinheiro em cima do seu trabalho.

>A maioria das pessoas consideram a literatura, cinema e música como artes e hobbies cultos, ninguém é julgado ou olhado torto por gostar dessas coisas.

Olham sim. Alguns talvez vão te achar um esnobe.

>Porém, se você gosta dos hobbies relacionados à cultura japonesa, as pessoas consideram como um hobby inferior e irão te julgar, por uma concepção arbitraria da sociedade.

Vamos fazer um exercício de imaginação: pegue um colecionador de quadrinhos, um fã de vaporware ou outro estilo "bizarro" e amante de animações da Pixar com idades entre 28-35 anos. Você realmente acha que eles não vão sofrer algum tipo de reprovação social por exibir os gostos deles?

>O que vocês pensam sobre este assunto?

>>9907

>Nós realmente fomos amaldiçoados a termos que esconder os nossos gostos para sempre, sem revelarmos quem somos de verdade?

Meu amigo, você esta parecendo um MLPfag.

>>9914
>o que interfere são SJW que querem dar pitaco em com o os japoneses devem produzir as coisas
O problema não são SJWs em sim, mas a capacidade de fingir que são um publico centenas de vezes maior do que realmente são e o cenário de mercado a ser explorado.
> e começarem a querer produzir coisas para agradar os "gaijins" a qualidade vai cair muito
Nisso já acontece quando eles tentam agradar qualquer público. Boas obras sempre tem um forte teor autoral no lugar editorial.

>>9915
>Vai ter gente reclamando de não ter nenhum personagem negro no anime.
Mas tem (e de montes). Se for para reclamar de algo, que seja a síndrome de tsundere que os japoneses tem com os americanos.

>>9916
>sua waifu da temporada
Isso é heresia e todo herege deve ser exterminado em nome de Haruhi.

 No.9949

File: 1485821772515.jpg (123.98 KB, 600x869, 1463156160158378815.jpg)

OP aqui.

Boas respostas. Mas vocês se focaram muito nesse aspecto de insegurança, sendo que eu queria discutir o status quo do hobby.

Vou dar alguns exemplos. Eu tenho os meus hobbies porém não saio comentando sobre eles, principalmente com gente que não gosta e/ou entende do assunto, só comento nas poucas vezes que surge o assunto espontaneamente, porém escondendo meu powerlevel.

Em certas ocasiões que eu sai com algumas pessoas, percebi que fui bem recebido e que causei uma boa impressão quando comentei sobre algum filme ou livro. Porém o mesmo não aconteceu nas pouquíssimas vezes que citei algum mangá, anime ou jogo, percebi que existe um estigma de hobby inferior não apropriado para adultos.

Só que eu acho muito hipócrita essa arbitrariedade da sociedade. Por exemplo, já vi gente citando HQs que o pessoal de humanas gosta como Maus e Gen como exemplos de arte e cultura, mas se bobear a mesma pessoa te critica e olha torto se você gostar de Ghost in the Shell, Neon Genesis Evangelion, Serial Experiments Lain, Akira, etc.

Da mesma forma, já vi gente citando filmes como Blade Runner, Mad Max e Star Wars como grandes obras do cinema, e realmente são, porém ainda assim não passa de entretenimento e ficção, então não tem nenhum valor maior do que outros hobbies como animes, mangás e vídeo-games, você não é melhor por assistir coisas mais aceitas, é tudo pra passar o tempo.

Já vi gente falando que cinema, música e literatura acrescenta mais, mas eu discordo. Por exemplo, tive que ler algumas obras de literatura brasileira como Dom Casmurro, O Cortiço, Vidas Secas, Memórias Póstumas de Brás Cubas, etc; e pra mim as histórias são do nível de novelas da Globo, não senti que foi algo edificante ou que tenha agregado algo, é apenas algo forçado nos vestibulares e cursinhos, porque alguém decidiu que era importante. Em compensação, obras como Welcome to the NHK, 5 Centimeters Per Second, The Girl Who Leapt Through Time, Voices of a Distant Star, etc, etc, me fizeram refletir bem mais sobre a vida e senti que acrescentaram mais.

Enfim, apesar de ser agradável essa ideia de "não ligue pro que os outros pensam", sabemos que a vida em sociedade não é assim, ao menos que você não se importe em ser uma pessoa cringeworthy. E essa ideia também expressa um conformismo de que você tem que guardar os seus gostos pra você e que não pode ser espontâneo e ter relacionamentos sinceros com as pessoas.

Sobre conversar sobre os hobbies na internet, eu acesso três lugares e nenhum deles é lá essas coisas, e não é nem questão de não conhecer os lugares certos, e sim de não existir ambientes de discussão realmente bons.

 No.9952

>>9949
Eu nunca escondi que gosto de anime nem disfarço meu power level, e eu tenho quase 30 anos.
Pessoal do meu trabalho sabe, minha família toda sabe, meus poucos amigos sabem e quando eu fazia faculdade eu falava até que eu gostava de lolis 3D.
Algumas poucas pessoas pararam de falar comigo ou me acharam estranho por causa disso, mas eram o tipo de pessoa que eu não queria ter como amigo, de qualquer forma. Eu não me importo de ser um "cringeworthy" mas nunca me senti um. Se você é bom em algo (e eu era bom em várias matérias da faculdade) as pessoas vão te respeitar, não importa os seus gostos.

 No.9953

File: 1485825539715.jpg (2.03 MB, 2129x3000, Kurumi.(Kantoku).full.2566….jpg)

>>9952
Complementando com uma coisa que eu lembrei agora.
Esses dias um amigo de faculdade do meu irmão mais novo estava mostrando fotos no celular das mina que ele pegou, e eu fazendo cara de nojo e falando "eww" pra todas. Aí ele perguntou que tipo de mulher que eu gostava, então, e eu mostrei essa pica no celular. Ele ficou rindo e perguntou se eu tava falando sério, ficou meio incrédulo, mas nunca mudou de comportamento comigo por causa disso.

 No.9955

File: 1485827838755.jpg (91.08 KB, 800x600, 24388742_p0.jpg)

>>9949

Vamos lá, OP. Hora de umas mental gymnastics.


Entendi que você está insatisfeito com a sociedade pois ela não da valor no seu hobby, certo? E você quer se incomodar com isso.


O que temos aqui é uma diferença regional e cultural. Você tem que entender que aqui é o Ocidente e a cultura Oriental é algo "underground" aqui e não é bem aceita por todos, vamos sempre ser poucos em relação a todos os outros exemplos que você citou que são da cultura ocidental. Isso é algo que não tem como mudar, existe muitos fatores que criam barreiras com relação a isso, como cultura, idioma, religião e tantos outros.

Para alguns como nós, nos identificamos e gostamos, mas sempre seremos "minorias" e nunca nos encaixaremos direito na sociedade, por isso também somos considerados outcasts. Talvez isso mude, como antes nerds eram considerados outcasts e hoje em dia é ser cool. Isso também acontece com anime em certos círculos sociais, apesar de não serem os mais agradáveis. Mas seriamente, se anime se popularizar, isso vai ser o inferno para nós e vamos ver o inferno que é de reclamações de SJWs para todos os lados, mídias noticiando merda e "diversidade cultural" tentando estragar tudo que é bom. Sinceramente não quero isso.

Para terminar gostaria de comentar que os livros que leu de literatura brasileira SÃO de extrema importância para nós, pois é cultura nacional, é não só do nosso interesse para o estudo de nossa língua, com nossa cultura e historia e não se pode comprar com obras modernas, cujo podem ter boas coisas, mas não são de importância para nós e nossa identidade e conhecimento.

 No.9957

>>9952
>>9953

Somos similar anon, você por acaso é um mago?

 No.9958

File: 1485829401148.png (39.7 KB, 242x249, 1481910161891.png)

Eu entendo sua insatisfação com isso, OP, mas a diferença entre nós é que eu não dou uma fornicação pra nada disso. E não falo como aquele otaku descolado que não esconde do que gosta, cheio de amigos normalfags e que consegue se dar bem com todos, porque não sou assim.

A questão é que eu não me importo com a opinião deles.
Não tenho amigos normies, no máximo conhecidos, e pra mim não faz a menor diferença o que eles pensam de mim, porque eu não tenho o menor interesse em me relacionar com eles mais do que o necessário. Aliás, quanto mais distantes de mim, pra mim é até melhor.

A diferença entre nós é que você está decepcionado com isso porque provavelmente se importa. Quer ser aceito, faz alguma questão disso, do contrário estaria fazendo como eu e agradecendo por pensarem isso de você; assim evita que se aproximem, ou que gostem do que você gosta.

 No.9959

File: 1485829700027.jpg (199.29 KB, 710x800, 1457720567979.jpg)

Minha família e amigos sabem que sou hardcore em relação aos meus hobbies e ninguém me trata diferente por isso. No máximo uma provocação ou outra, mas nunca me pediram pra parar.

Mas eu tenho bom senso, porque não sou um underage otakinho de evento. O negócio é não forçar, saber separar as coisas e não dar uma foda para que os outros pensam.

 No.9961

File: 1485831913106.png (99.03 KB, 450x443, CQNYMKsVEAAAMYD.png)

Estou realmente cagando e andando. Na verdade, até fico feliz que anime seja, pelo menos por enquanto, mais coisa de nicho mesmo, porque sempre que algo fica mainstream, vem uma onda de babacas junto com a popularidade. Vão vir mais e mais pessoas reclamando sobre panty shots e objetificação feminina, como já fazem na indústria de jogos, como >>9914 e >>9915 destacaram. Quanto mais socialmente aceito animes e mangas forem, pior. Fico feliz que os normies só ficam no Dragon Ball e Naruto mesmo e que mesmo os "otakus" que se consideram fãs de anime fiquem só nas obras que são famosas, como FMA, OPM e SNK, porque aí não tenho que lidar com eles quando quero discutir sobre algo.

Rezo todos os dias para que o CrunchyRoll nunca alcance a visibilidade de um Netflix da vida. Podem me chamar de elitista, mas eu valorizo muito este status quo.

Além do mais, se eu quiser discutir anime com alguém, tenho este lugar e vários outros. A internet possibilita este tipo de coisa.

 No.9964

File: 1485832757173.jpg (36.83 KB, 600x640, 1483760365969.jpg)

>>9961
Resumiu meus pensamentos, anon. Tenho muito medo de ver meus hobbies caindo nas mãos dos basingueiros e tendo o mesmo fim que HQs e seriados. Me dá arrepios só de pensar.
Eu espero que meus hobbies nunca se popularizem mais do que já se popularizou um dia, e que nunca saia mais que isso do Japão.
Acredito que o melhor melhor seja nós irmos até ele, ao invés de ser o contrário.

A propósito, anão, permita-me a pergunta; que comunidades animufags costuma frequentar para as discussões que citou?
Além desse lugar, não conheço muitas outras comunidades brasileiras, e como não tenho cancro, acabo não fazendo muitos amigos na internet com gostos semelhantes. O que é ruim, já que também não tenho nenhum na vida real.

 No.9965

>>9964
>popularizaram

Fixed.

 No.9966

File: 1485833635179.jpg (89.31 KB, 1920x1080, [Coalgirls]_Nagi_no_Asukar….jpg)

>>9964
Mas eu sou seu amigo, anão.

 No.9968

File: 1485835711273.jpg (69.43 KB, 618x420, isso aconteceu.jpg)

>>9964

Passo a maior parte do meu tempo discutindo aqui e no /a/ do quatro folhas. O problema do /a/ é que geralmente só se discute a temporada atual por lá. Quando se trata de manga este problema é menor, visto que quando chega algum capítulo novo de algo, sempre tem alguém discutindo sobre aquilo.

Tem o fórum do MyAnimeList, que provavelmente tem a maior comunidade voltada a anime de toda a internet. É muito movimentado e as discussões estão sempre rolando, mas não tem muito senso de comunidade por lá porque você geralmente se perde no mar de pessoas, mas ele sempre é bom para discutir o fim de algum anime. Por exemplo, participei de uma discussão muito boa lá sobre o Boku no Hero Academia quando o mesmo chegou ao fim, pois todo mundo comentou sobre suas experiências com a obra e expectativas para a segunda temporada.

Tem também board de anime do Reddit que é decente, mas tem gente que não curte porque é o Reddit. Quase nunca uso, mas o modelo de discussões de lá é similar ao /a/, no sentido de que discutem mais sobre os animes da temporada.

Se você prefere algo mais nacional, existem também os diversos chans brasileiros por aí que sempre têm uma board dedicada à animes. Eu acho esta a melhor, porque é a que menos tem shiposting, mas ainda assim, dá pra ter umas discussões decentes de vez em quando.

Um amigo meu falou que um lugar legal também para discutir animes é o Twitter. Crie uma conta qualquer, usando um pseudônimo e siga vários animufags. O limite de caracteres por post é chato, mas ele me comentou que há um senso de comunidade maior, já que todo mundo lá tem uma "face". Você também acaba encontrando situações como a pica relatada, que eu acho um retardo, mas pode te divertir. O maior problema desta tática é que você não tem garantia nenhuma de que as pessoas que você segue estarão falando de animes sempre, pois muitos também compartilham suas opiniões políticas e outras merdas. Você deve escolher bem a quem seguir.

Não existem tantos normies nestes sites quanto você possa pensar. Exceto talvez pelo Twitter, mas isso vai depender de quem você segue. Existem outros, mas são tão parados e vazios que nem valem a pena comentar muito. Provavelmente limparão o cu com meus gostos, mas a vida é assim. Se alguém tiver alguma outra recomendação, ou correção, sintam-se livres para comentar. Peço desculpas pelo textão.

 No.9969

File: 1485836646938.gif (491.92 KB, 419x455, rainbow puke.gif)

>>9968
>MAL
>tuister
>leddit

Só faltou kikebook pra ser terminal.

 No.9974

>>9969

Eu sei.

Só falei os que conheço. Fico nos chans mesmo, mas se ele queria outros lugares para acessar, tem esses outros aí.

Desculpa, anão.

 No.9983

Prefiro que fique assim.
Sentiria-me incomodado se muitos normandos começassem a consumir mídia otaku. A verdade é que já o fazem, basta ver sites como Crunchyroll e os vídeos daqueles reviewers famosos, mas pelo menos não é tão mau quanto o estado de outros hobbies como videogames. Quanto a fazer amizades, usuários de imageboards sempre foram os amigos que quis, então também não me importo.

 No.9985

File: 1485942122782.png (779.77 KB, 786x933, [HYSUB]High Speed! -Free!S….png)

>>9969
>ele não tem um twister pra seguir os artistas e circles favoritos dele
Step up, senpai.

 No.9988

File: 1485950684827.jpg (610.28 KB, 1341x2048, IMG_20170115_075755.jpg)

Não creio que tenha mais nada a ser adicionado sobre o assunto. Cada um faz o que quer em seu tempo livre, mas não precisamos espalhar aos 4 ventos tudo o que fazemos. Diria que é mais uma questão de etiqueta do que esconder o power level, porque eu não vejo sentido em falar sobre animes no local de trabalho, justamente porque você estaria lá para trabalhar, e não para ficar de amiguismo com os colegas de trabalho.

Sobre o status quo de nosso hobby principal, também prefiro que permaneça do jeito que está. Já estragaram a indústria de jogos tentando agradar a SJW, casuais e outras pessoas que pularam de paraquedas por puro modismo. Não quero ver meus animes preenchendo cotas para agradar pessoas que só assistiram pra reclamar da sexualização de personagens em algum blog ou vídeo no YouTube.

>>9985
Pois é, melhor coisa do Twister é poder seguir de perto desenvolvedores de jogos, compositores e artistas. Sempre respondem prontamente qualquer pergunta, e é a melhor maneira de se atualizar à respeito de seus trabalhos atuais ou futuros.

Fora que como o RSS, serve como um excelente feed de notícias. Eu sigo vários sites por lá e simplesmente leio a tempolinha, ao invés de visitar cada site individualmente.

Não sou o quotado.

 No.9991

File: 1485954767428.jpg (136.22 KB, 1036x729, Danger-formaldehyde-cancer….jpg)

>>9985

>usa tuister

>posta reaction de free


É prefiro não usar mesmo.

 No.9994

File: 1485958376845.jpg (70.45 KB, 810x780, 1395948414807.jpg)

>>9991
Tanto faz. Você que está perdendo.

 No.9995

File: 1485959575622.png (9.24 KB, 229x200, Radioactive.svg.png)

>>9994

Pelo visto nada mesmo.

 No.10020

File: 1485992941009.jpg (82.99 KB, 564x799, 9b39b6b3911fe99df159a092c7….jpg)

>>9983
>>9988
>mas pelo menos não é tão mau quanto o estado de outros hobbies como videogames
>Já estragaram a indústria de jogos tentando agradar a SJW, casuais e outras pessoas que pularam de paraquedas por puro modismo

Nos PCs isso é verdade, mas nos consoles continuam existindo diversas obras primas. Inclusive uma grande quantidade dos meus jogos favoritos de todos os tempos foram lançados na geração atual e passada.

Also, animes podem não sofrer com SJWs mas sofrem de diversos outros males. Fica muito evidente quando comparamos a grande carga artística, cultural e emocional dos animes antigos com a grande maioria dos atuais.

 No.10021

Op, quem define o que ou não é arte é a academia. Boa parte da academia nunca teve contato com animes e nem quer ter. O Azar é deles. Isso não tira mérito das obras e quando uma nova geração ocupar cadeiras deles, teremos uma mudança.
Para bem ou para mau, a cultura otaku ocidental esta fortemente ligada a cultura de internet no geral.

>>10020
"[…]everything is SJW, everything is Cultural Marxism, everything is Weeab-White Genocide and you have to point it all out to everyone all the time[…]".
>aiin os SJWs
Quadrinhos e jogos são mídias de entretenimento voltadas para o público "jovem-adulto" que em sua maioria são de esquerda no ocidente. O problema é desde do Occupy WallStreet que os SJWs conseguiram fazer jogadas de propaganda que literalmente se tornaram os porta vozes da esquerda, tanto que temos diversas pessoas de direita que apoiavam alguns pontos do movimento antes dessa merda. Porém desde da divisão da comunidade ateia, parece que esquerda esta acontecendo alguma reação a esquerda em relação aos SJWs.

>>9969
>>9991
>>9995
>fala merda sobre três redes
>não cita o câncer do 55chan incluindo o /an/
O MAL serve para catalogar seus animes .
O Twitter é uma das redes mais ativas do Japão e uma fonte imensa de OC. Só olhar nas fontes do danbooru da vida. Pode até dizer que pixiv é superior, mas isso não nega o primeiro fato.
O Reddit nunca usei direito, mas é opção infinitamente melhor que o facebook.
Claro que essas redes estão situação merdosa, mas Internet inteira esta mergulhada em shitposts.(O USUÁRIO FOI BANIDO POR ESTA MENSAGEM)

 No.10024

Contenham-se anões, eu sempre fico triste em ver um (O usuário foi banido por esta mensagem) neste recinto.

>inb4 eu sou o próximo banido

Sage pela irrelevância do post.

 No.10025

>>10024
Fui banido por um motivo correto: erros de português.

 No.10378

File: 1487127203470.jpg (37.42 KB, 500x364, 1363052541766.jpg)

Por que você quer que normandos comecem a apreciar cultura otaku?
Você está maluco?
Veja o que fazer de politicagens algo mainstream causou ao /pol/ do 4chan.

 No.10380

>>10378
Porque temos normies aqui, anão. Só olhar os posts acima.

 No.10388

File: 1487186643539.jpg (31.25 KB, 600x436, medicalreport.jpg)

>>10380
>tenta chamar quem não concorda com ele por "nome feio"
>usa "normie"
Imagem relatada.

>>10378
>Por que você quer que normandos comecem a apreciar cultura otaku?
Pelo que entendi ele quer é uma aprovação da academia.

>Veja o que fazer de politicagens algo mainstream causou ao /pol/ do 4chan

Eles literalmente sonhavam em ser um novo /b/. E o sonho virou realidade.
Enfim, não entendo esse desejo de ligar as boards de culturas japonesas com o /pol/ sendo que ambos lados nunca se bicaram.

 No.10406

>>9906

>O que vocês pensam sobre este assunto?


Eu penso que você é uma vadiazinha de atenção que quer usar anime & manga como extensão de seu próprio ego e vestir tal hobby como um acessório de moda para impressionar os outros, e se sente extremamente frustado por não conseguir a devida atenção (que considera merecer) e trata a indiferença das pessoas como um ataque pessoal.

>Nós realmente fomos amaldiçoados a termos que esconder os nossos gostos para sempre


Não, pois o que você está considerando como maldição nada mais é que uma "regra não escrita" do convívio social. Aborde um amigo seu que não tenha interesse algum em um determinado assunto e comece a despejar nomes e citações e log log ele te achará chato pra caralho. O que você não entende (ou se recusa a entender) é que hobbies são construídos ao redor de comunidades, e não o oposto: sim, assistir os filmes do Bergman, ouvir Les Rallizes Dénudés e programar bots usando Tensorflow é divertido pra caralho mas nem todo mundo tem estes mesmos interesses.

>sem revelarmos quem somos de verdade


Eu faço isto porque "fãs de anime" na vida real são irritantes pra caralho, por muitas vezes serem do jeito que eu o descrevi (usarem hobby como extensão do próprio ego) e digo isso como uma pessoa que assiste anime desde 1994.

 No.10418

>>10406
>assiste anime desde 1994
Não sou OP, mas fico feliz de ter pegado a era do Kazaa do que ter encontrar pessoas na IRL para trocar fitas ou alugar na locadora.

 No.10438

File: 1487287037766.jpg (70.91 KB, 500x375, 1482032242445.jpg)

>>10406
Não vejo problemas em usar os hobbies como 'extensão do próprio ego', se é que entendi corretamente o que você quis dizer.

Meus hobbies, querendo ou não, são uma extensão de quem eu sou.
Não consigo ser menos 'hardcore' com eles, a maior parcela do meu dia à dia, e da minha vida, gira em torno disso. No caso dos attwhores, eu concordo.
Acho que forçação pra normandos é totalmente dispensável, e querer ser reconhecido e aceito 'nas rodinhas' é igualmente estúpido.

 No.10440

>>10406
>esse ad hominem

 No.10448

>>10440
Não sou quotado, mas se entendi certo é que ninguém é especial por consumir um tipo de cultura, não importe o quanto você goste dela.

>>10438
>normandos
Maldita seja a Terra de Vera Cruz e suas adaptações de piadas gringas.

 No.10449

>>10380
>normies
Achei o normalfag.

 No.10458


 No.10461

>>10458
Sério que não entendo o que o quotado fez?

 No.10464

>>10458
>>10461
Normalfag = realfag.
Normie = uma palavra inventada por newfags do /r9k/ do 4chan que acham que normalfag é ser descolado.
Sage por irrelevância.

 No.10467

>>10464
Você tem o coração muito bom para explicar o básico, anon.

 No.10468

File: 1487307126688.png (11.77 KB, 370x320, 1487139118901.png)

>>10464
Hã? Acho que não entendi direito…



[Voltar][Vá para o topo] [Catalog] [Post a Reply]
Deletar Mensagem [ ]
[ jp / vlm ] [ th / k ] [ p ] [ mod ] [ irc ]