[ jp / vlm ] [ th / k ] [ p ] [ mod ] [ irc ]

/jp/ - Japão e Cultura Otaku

2d > 3d
E-mail
Assunto
Comentar
Arquivo
:
Inserir
Senha (Para excluir arquivos)

Verifique o catálogo antes de criar uma thread nova.

File: 1520041583850.png (858.91 KB, 1170x614, ClipboardImage.png)

 No.17305

B - The Beginning

O que acharam ou o que estão achando?

 No.17363

Acabei de assistir tudo, foi um anime ok. A história não é lá grande coisa, mas a animação está uma delícia, digam o que quiser, mas a Netflix injetando grana na indústria japonesa foi uma coisa boa. Tudo bem que foi a Production I.G. que animou, mas enfim.

Confesso que assisti por causa da Lily, mas acabei ficando por causa da trama policial, se fosse mais trabalhado e sem a parte de poderzinho seria um anime muito melhor, o erro foi eles terem feito dois núcleos na história e focar mais em um do que no outro, você torce mais para o Keith do que para o Koku.

 No.17364

>>17363
Ah, esqueci de dizer, mas gostei da sacada do "B". 13.

 No.17369

Criei a thread e acabei deixando ela abandonada aqui. Farei meu comentário.
>>17363
>a animação está uma delícia
Totalmente isso. Acho que o animu estava em produção há alguns anos, então a qualidade da animação é alta e se mantém consistente ao longo de todos os episódios. Se não me engano, o character designer de Zankyou no Terror e Ergo Proxy é tanto o character designer como o diretor de B - The Beginning.
>o erro foi eles terem feito dois núcleos na história e focar mais em um do que no outro
Isso também. O animu tenta lidar com dois plots diferentes que se desenvolvem paralelamente e praticamente sem consequências entre um e outro. O plot do Koku é aquela coisa chuuni bem mais ou menos que se assemelha a Guilty Crown, além de ser quase um monster of the week. Já o plot policial com o Keith é uma trama policial que lembra Psycho Pass e tem um vilão muito bem escrito.

Acho a participação do Netflix na indústria algo interessante e necessário para que voltemos a ter em número boas animações originais. A coisa está difícil pros estúdios, então o que mais tem em cada temporada são adaptações de LN/mangá, enquanto os animus originais, por mais que tenham roteiros interessantes, precisam se render aos clichês e fanservice barato para conseguirem sucesso comercial. No caso dos animus do Netflix, é essencialmente por comissão. Eles enchem o rabo dos estúdios de animação de dinheiro, não se intrometem tanto na sua produção, e pagam aos estúdios de dublagem e tradução para lançar no ocidente em dezenas de idiomas.

O que não consigo gostar é que eles ignoram os hábitos desse nicho. Ficam lançando animus no mesmo formato das séries (todos os episódios de uma vez) e no meio das temporadas. Vai acabar que muita coisa boa vai aparecer aí e ficar desconhecida porque não foi lançada semanalmente para estimular discussões entre os animeamigos.

Also, essa semana lançou AICO no Netflix. Foi animado pela Bones e o character designer é o mesmo de Gargantia, então está repleto de garotas saudáveis com partes do corpo coradas. :3



[Voltar][Vá para o topo] [Catalog] [Post a Reply]
Deletar Mensagem [ ]
[ jp / vlm ] [ th / k ] [ p ] [ mod ] [ irc ]